Inscrições onlineRenovações online Contactos Ala AirSoft
 ALA
 Airsoft
 Documentação
 Associados
 Regulamentos
 Serviços FPA





Tiago Sobral vencedor da 3ª Prova de TPA 
Foi o sócio número 265, membro do Clube de Airsoft do Sudoeste Alentejano, que furou as fileiras de pretendentes ao primeiro lugar, conquistando o melhor prémio e cedendo importante pontuação para o seu clube.
Colocado em 30/Sep/2007, 17:34
Foi realizada ontem a terceira das quatro provas previstas que compõem o primeiro campeonato nacional de tiro prático de Airsoft. Esta iniciativa combina esforços da FPA e de quatro clubes que, sequencialmente, co-organizam o campeonato e tomando um papel activo no terreno.

Esta edição contou com a mais alta adesão desde o início do campeonato, pelo que estiveram a competir 26 atletas vindos de todo o país. A FPA agradece aos clubes CASA, CAM, CAV, GREB, CAE, AventurOeste pela adesão e pelo espírito de competição alcançado.

Vencedores
Esta prova foi marcada pela re-afirmação do clube alentejano CASA como pretendente ao título nacional. Não obstante de ter faltado à primeira prova, a qualidade e preparação dos seus atiradores aparenta compensar e causar aperto no pouco confortável CAM que aguenta o primeiro lugar. Tiago Sobral foi exemplo de que no tiro prático o que conta é a estabilidade e não a irregularidade. Isto porque Sobral nunca ficou em 1º nas pistas, mas sim dois segundos lugares, um quarto lugar e um quinto lugar. Esta permanência no Top 5 fez com que face à instabilidade dos adversários, Sobral pudesse garantir mais hipóteses de vencer a prova.

Em segundo lugar ficou José Rasteiro do clube AventurOeste, Lourinhã. Rasteiro mostrou-se decidido e muito eficaz, tendo ganho a segunda pista. Em terceiro manteve-se Luís Alves, o atirador mais constante do clube maiato, que arrecada assim pela segunda vez, o terceiro prémio.

No Shoot-out o Lourinhanense José Rasteiro brilhou ao galgar pelas eliminatórias e recusar a vitória da etapa final ao seu companheiro do clube Vicente Chazard. Rasteiro afirma a sua velocidade ao vencer pela segunda vez esta prova que confronta sempre dois atiradores.

Resultados
Contas feitas fica tudo em aberto para Évora. No lado dos atiradores ainda verificamos os três representantes do CAM a ocupar os lugares de pódium. Contudo, cada vez mais apertados por João Bargão e Tiago Sobral do CASA, seguidos de José Rasteiro. Matemáticamente todos os atletas até ao 10 lugar têm hipótese de subir ao pódio no final. Acredita-se que a última prova será renhida.

No domínio dos clubes o CAM continua a pontuar (cada vez menos), seguindo-se do CASA que cada vez mais soma pontos às suas contas. A AventurOeste conquistou o lugar do CAV, saltando este para quinto lugar da classificativa. Tal como no campeonato de atiradores, ainda é possível para o CASA chegar ao primeiro lugar e roubar os 25Kg de BBs ao CAM, mas tudo isso será decidido na próxima edição, já a 25 de Novembro.

Conclusão e Avaliação
Esta prova foi marcada por várias questões que condicionaram o funcionamento da mesa. O aumento de participantes, a distância do Porto ao local e o crescente de competetividade, fez com que fosse mais complicado gerir os recursos por parte da organização da FPA e a arbitragem. Felizmente a participação activa do CASA compensou, revelando uma grande capacidade e visão na realização de eventos. O agradecimento especial da FPA vai para o CASA que levantou a fasquia no que toca à organização de provas.

Obrigado a todos e até Évora, em Novembro.



_________________________________________
voltar | início

Associação Lusitana de Airsoft 2005-2013
A Associação Lusitana de Airsoft é uma Associação de Promoção Desportiva cuja publicação consta no Nº65 da III Série do D.R., a 4/04/2005, sob a denominação de Federação Portuguesa de Airsoft.
Última rectificação estatutária a 12/08/2011.
A reprodução parcial ou integral desta página web sem o consentimento da Associação Lusitana de Airsoft, assim como a utilização do nome e logótipo oficial, está expressamente proíbida.